Clique aqui

quinta-feira, 13 de março de 2014

Romã

Romã

Nome científico: 
Punica granatum L.
Sinonímia popular:
Romeira, romeira-da-granada.
Sinonímia científica:
Punica florida Salisb.
Família:
Lythraceae
Partes usadas:
Toda a planta; cascas da raiz, do caule, do fruto (pericarpo).


Princípio ativo: 



Tanino, ácido gálico, pelieterina manita ou grenadina, punicina e isopelieterina.
Propriedade terapêutica:
Diurético, vermífugo, antisséptico.
Indicação terapêutica:
Inflamações na garganta e gengiva, cólica, diarréia intestinal, tênia.

Formas farmacêuticas habituais
Infusão, xarope, decocção.

Indicação, preparo e posologia
Sendo tônico, diurético, antiespasmódica e tenífuga, produz excelentes resultados no tratamento de garganta e gengiva, cólicas intestinais e diarréias. Costuma-se empregar as folhas para lavagem dos olhos.

Para vermes: 3 colheres (sopa) da casca do caule ou da raiz em 1 copo de água. Prepara-se por decocto e toma-se 3 vezes no primeiro dia. No dia seguinte toma-se um laxante.

Adicionar legenda

Nenhum comentário:

CLIQUE ABAIXO PARA FOVORITAR