sábado, 12 de fevereiro de 2011

Bálsamo



Nome popular BÁLSAMO
Nome científico Cotyledon orbiculata L.

Família Crassulaceae
Sinonímia popular Pau-de-bálsamo, balso, cabraiba, óleo-vermelho, cabureiba, pau-vermelho.
Parte usada Folhas frescas
Propriedades terapêuticas Digestivo, cicatrizante, emoliente.
Princípios ativos Ácidos benzóico e cinâmico.
Indicações terapêuticas Inflamações gastroentestinais e de pele, úlcera, erisipela, afecções do aparelho respiratório e urinário, diabetes, bronquite crônica, queimaduras, frieiras.
Informações complementares
Origem
África do sul, Ásia e América Tropical.

Descrição
Árvore de parte altaneira de casca grossa e inerme. Folhas compostas de 3 a 11 folíolos ovais e lisos. Flores em cacho, brancas. Vagem alongada, curva, tendo 1 a 2 sementes, com pedúnculo achatado.

Uso farmaco-terapêutico
Digestivo, cicatrizante, emoliente, usado em inflamações gastroentestinais e de pele.

Propagação
Por estaquia.

Formas farmacêuticas habituais
Óleo extraído do tronco, sumo e suco.

Indicação, Preparo e Posologia
Uso ao natural, sob a forma de saladas, sem tempero (inflamações gástricas), apresenta uma ação protetora contra úlcera, erisipela. Usado também para combater afecções do aparelho respiratório e urinário.

O óleo é usado ainda contra diabetes, bronquite crônica, queimaduras, frieiras.

Sumo: aplicar sobre a pele inflamada.
Suco: 10 folhas batidas no liquidificador com 1 ½ de água. Tomar ½ copo antes do café da manhã.

2 comentários:

Wilson de Souza disse...

Muito boas dicas, blog de utilidade pública.

http://papodeumgaroto.blogspot.com

Lucyano disse...

Prezado Beto, parabéns pelo blog, a ídeia é original e extremamente útil
Parabéns!!!
abraço
Lucyano
http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/

CLIQUE ABAIXO PARA FOVORITAR